Membros / Amigos

Conheça mais de nossas Postagens

Research - Digite uma palavra ou assunto e Pesquise aqui no Blog

quinta-feira, 18 de fevereiro de 2016

As Sete Taças do Apocalipse - Escatologia

"E depois disto olhei, e eis que o templo do tabernáculo do testemunho se abriu no céu. E os sete anjos que tinham as sete pragas saíram do templo, vestidos de linho puro e resplandecente, e cingidos com cintos de ouro pelos peitos. E um dos quatro animais deu aos sete anjos sete taças de ouro, cheias da ira de Deus, que vive para todo o sempre. E o templo encheu-se com a fumaça da glória de Deus e do seu poder; e ninguém podia entrar no templo, até que se consumassem as sete pragas dos sete anjos." Apocalipse 15:5-8


As sete taças da ira de Deus (Ap 15—16) representam as últimas pragas ou os últimos juízos de Deus sobre a humanidade ímpia (Salmos 9.17). Sete anjos são encarregados de derramar esses juízos terríveis sobre os homens que rejeitaram a Cristo. No capítulo 16 de Apocalipse, são descritos os eventos das sete taças. (O final de todas as coisas-1ºtrim.2016_CPAD)

Conheça também a postagem: 

APOCALIPSE - No capítulo 15, um dos quatro seres viventes deu as sete taças da cólera de Deus aos sete anjos, e o santuário se encheu com a fumaça da glória e do poder de Deus. Agora, aguardamos o trabalho dos anjos. Cada um derramará a sua taça, trazendo uma série de sete flagelos para castigar os adoradores da besta e os servos do dragão. Algumas dessas pragas nos lembram das pragas que Deus enviou para castigar os egípcios quando Moisés foi libertar o povo de Israel.

INTRODUÇÃO
As taças representam os acontecimentos dos fins dos tempos que demonstram a ira de Deus sobre o pecado e o fim de todas as coisas.
Uma celebração de vitória é demonstrada quando os vencedores louvam a Deus entoando o chamado cântico de Moisés em alusão à saída do Egito quando o povo cantou do outro lado do mar (Êxodo 15.1-18).

O que são as Taças da ira de Deus?
Vejamos quais são as Sete Taças do Apocalipse:

1ª Taça: Apocalipse 16.1,2
Úlceras nas pessoas que têm a marca da Besta.
Semelhantes às úlceras que recaíram sobre os egípcios (Êxodo 9.8-12). As pessoas que negaram a Cristo e aceitaram a marca do anticristo ficarão cancerosas com grande sofrimento.

2ª Taça: Apocalipse 16.3
O mar se torna em sangue. Na segunda Trombeta apenas a terça parte do mar foi afetada (Apocalipse 8.8,9), mas nesta segunda Taça todo o restante dos seres marítimos morrem.

3ª Taça: Apocalipse 16.4-7
Os rios se tornam em sangue. Semelhante à praga em que o rio Nilo virou sangue no Egito (Êxodo 7.14-24).

4ª Taça: Apocalipse 16.8,9
Aquecimento do sol. Na quarta Trombeta o sol perdeu a terça parte do seu brilho, bem como a lua e as estrelas (Apocalipse 8.12). Já na quarta Taça o calor do sol se torna tão intenso como nunca antes.

5ª Taça: Apocalipse 16.10,11
Trevas sobre o trono do anticristo. Semelhante à praga das trevas no Egito (Êxodo 10.21-23). Deus vai confundir os planos do inimigo. Mesmo assim os seus seguidores não se arrependerão dos seus erros.

6ª Taça: Apocalipse 16.12-16
Com o derramar da sexta taça acontece o secamento do Rio Eufrates abrindo caminho para que as nações do oriente venham para a guerra do Armagedom que acontecerá no Vale do Megido.
As três rãs (v.13) eram animais impuros para a tradição judaica (Levítico 11.28-31), representam demônios da chamada ‘trindade satânica’ formada pelo dragão, que é satanás, a besta e o falso profeta.

A TRINDADE SATÂNICA:
O DRAGÃO: o próprio satanás, tentando imitar a Deus (Apocalipse 13.1-3)
O ANTICRISTO: a primeira besta do mar, tentando imitar a Cristo (Apocalipse 17.15).
O FALSO PROFETA: a segunda besta da terra, tentando imitar o Espírito Santo (Apocalipse 13.11-18).

Estes espíritos iludirão as pessoas instigando revolta e fazendo-os pensar que podem lutar contra Cristo e prevalecer.
Este trecho parece se inspirar na grande batalha de Gogue e Magogue (Ezequiel 38 e 39). Semelhante à derrota de Faraó no mar vermelho, Deus vencerá todos os inimigos (Êxodo 15.2). Este último combate acontecerá na volta do Senhor Jesus (Apocalipse 19.11-21).

Armagedom é uma transliteração de har megiddo, o nome Monte Megido1. Na planície de Esdrelom um importante local de grandes batalhas como a derrota dos cananeus (Juízes 4.2), foi onde Gideão venceu os midianitas com seus trezentos (Juízes 7), onde o rei Saul foi derrotado (I Samuel 31), onde a rainha Jezabel foi morta (II Reis 9.33). Por isso este local simboliza a luta do povo de Deus contra o mal vencendo com ajuda de Deus2.

7ª Taça: Apocalipse 16.17-21
A sétima e última taça é derramada sobre a terra e acontecem tempestades de raios, terremotos e chuva de meteoros com tamanha força destruidora atingindo todo o planeta.
A Babilônia representa um sistema religioso e comercial que engana e gera confusão (v.19). Esta cidade foi interpretada na história como Roma e outras capitais de impérios dominadores. Mas também pode ser uma crítica a Jerusalém que recusou o Messias (Zacarias 14.4).
Quando as ilhas fogem mostra uma profecia do derretimento das massas polares e inundação de muitas terras (v.20).
Haverá o último e mais forte terremoto que o planeta já enfrentou com uma chuva de pedras pesando cerca de trinta e cinco quilos3.

As taças manifestam o juízo de Deus!

CONCLUSÃO
Apocalipse 16.13 “feito está”.
Após o derramar das sete Taças, uma voz sai do trono de Deus dizendo que tudo está feito (v.17). Como Jesus disse na cruz “está consumado” (João 19.30). Isso mostra que o Juízo de Deus está sendo cumprido sobre a terra. Esta mesma expressão é usada novamente por Jesus quando mostra a João a Nova Jerusalém dizendo “Tudo está feito” (Apocalipse 21.6), apontando um novo tempo quando se cumpre todo o propósito de Deus.
Precisamos aproveitar o tempo oportuno da salvação para buscar ao Senhor e nos preparar para a volta do Senhor Jesus (Hebreus 4.16).

Bíblia de Estudo de Genebra. São Paulo e Barueri, Cultura Cristã e Sociedade Bíblica do Brasil, 1999. Página 1543 nota 16.16.
Bíblia King James Atualizada (KJA). São Paulo: Sociedade Líbero-Americana e Abba Press no Brasil, 2012. Página 2496 e 2497 nota 10.
3 Idem, King James, página 2497 nota 11.

Fonte: Pregações e Estudos Bíblicos 

Autor: Pr.Welfany Nolasco Rodrigues 
Aqui eu Aprendi!

2 comentários:

O comentário será postado assim que o autor der a aprovação.

Respeitando a liberdade de expressão e a valorização de quem expressa o seu pensamento, todas as participações no espaço reservado aos comentários deverão conter a identificação do autor do comentário.

Não serão liberados comentários, mesmo identificados, que contenham palavrões, calunias, digitações ofensivas e pejorativas, com falsidade ideológica e os que agridam a privacidade familiar.

Comentários anônimos:
Embora haja a aceitação de digitação do comentário anônimo, isso não significa que será publicado.
O administrador do blog prioriza os comentários identificados.
Os comentários anônimos passarão por criteriosa analise e, poderão ou não serem publicados.

Comentários suspeitos e/ou "spam" serão excluídos automaticamente.

Obrigado!
" Aqui eu Aprendi! "

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...