Membros / Amigos

Conheça mais de nossas Postagens

Research - Digite uma palavra ou assunto e Pesquise aqui no Blog

sexta-feira, 2 de outubro de 2015

As Duas Testemunhas citadas em Apocalipse 11 - Quem são?

Estas são as duas oliveiras e os dois castiçais que estão diante do Deus da terra” Ap 11.4
“O Ministério [Das Duas Testemunhas]
O ministério destas duas testemunhas incluirá pregação, profecias e realização de milagres. Elas chamarão as pessoas ao arrependimento, predirão eventos futuros e anunciarão que é chegado o reino. Como Zorobabel e Josué, que procuraram restaurar Israel à sua terra, as duas testemunhas encorajarão a fidelidade a Deus, independentemente das circunstâncias individuais.

Apocalipse 11.4 descreve as testemunhas como 'as duas oliveiras e os dois castiçais que estão diante do Deus da terra'. Este versículo é uma alusão a Zacarias 4.3,11,14, em que Zorobabel e Josué, o sumo sacerdote, líderes de Israel na época de Zacarias, são retratados como um castiçal, ou luz para Israel. O seu combustível é o azeite de oliva, que representa o poder do Espírito Santo. Assim também, nos últimos dias, as duas testemunhas se levantarão pelo poder de Deus e trabalharão em seu cargo profético.
Deus protegerá as duas testemunhas daqueles que tentarem causar-lhes mal antes que a sua missão esteja concluída. Apocalipse 11.5-6 registra os poderes milagrosos dados a estas testemunhas e declara que se alguém lhes quiser fazer mal, será destruído pelo fogo. [...] De maneira similar, os idólatras e inimigos de Moisés foram destruídos pelo fogo (Num 16.35)"[1]

Há uma infinidade de suposições em torno deste assunto. Até mesmo as escolas de interpretação desse polêmico problema escatológico (estudos sobre as últimas coisas), têm entrado em várias contradições em suas assertivas.

Os pressupostos nomes apresentados por elas são diversos, como seguem: Moisés e Elias, Elias e Enoque, Jeremias e João Batista, as duas últimas igrejas da Ásia Menor, o Velho e o Novo Testamento, etc. Todas afirmam que têm tido “revelação” divina e que estão certas em seus pontos de vista. Algumas baseiam-se, inclusive, em Malaquias 4.5: “Enviarei o profeta Elias”. Mas, quando lemos em Lucas 1.17, com referência a João Batista, observamos que ele veio no espírito e no poder de Elias, isto é, na virtude ministerial daquele profeta. Temos muitos casos na Bíblia, tanto no Velho como no Novo Testamento, de uma pessoa sendo representada por outra.

No caso das duas testemunhas, elas têm idêntico poder ao de Elias para fazer descer fogo dos céus: 2Rs 1.10. E também se assemelham a Moisés, que fez as águas se transformarem em sangue: Êx 7.20. Porém, temos de admitir que tudo isso foi realizado pelo poder de Deus e não dos homens.

Portanto, quem são as duas testemunhas ninguém sabe porque este assunto não foi revelado. Entretanto, elas representam o governo civil e religioso de Israel, pois são semelhantes às duas oliveiras do tempo da volta do cativeiro babilônico: Zc 4.12-14.

Reiterando-se o que foi dito, afirmamos que o homem pode operar maravilhas pelo poder de Deus. Porém, Ele não necessita necessariamente de homens como Elias ou como Moisés, para operar aqui na terra. Ele pode operar por qualquer um, do contrário seria uma operação humana e não divina. Portanto, ninguém sabe os nomes das duas testemunhas.

Assim todas e quaisquer afirmações sobre o assunto esposado não passam de suposições.[2]

Aqui eu Aprendi!  Aprendi que não preciso ter voz quando a Palavra de Deus se cala. Então fiquemos com o que a Bíblia diz.

Ao final da 6ª trombeta e antes do inicio do toque da 7ª (Ap 10.7; Ap 11.15), se cumprirá o segredo de Deus. Deus enviará Suas Duas Testemunhas. Os dois profetas agitarão o reino do Anticristo, desmascarando-o como emissário de Satanás e proclamando sobre toda a terra os juízos divinos. O seu ministério durará 1260 dias - três anos e meio - (Ap 11.1-3). Eles irão pregar o Evangelho do Reino em meio a Grande Tribulação. Vestidos de sacos: "Darei às minhas testemunhas que profetizem por mil duzentos e sessenta dias, vestidas de pano de saco". Eles “têm poder para fechar o céu, para que não chova nos dias da sua profecia; e têm poder sobre as águas para convertê-las em sangue e para ferir a terra com toda sorte de pragas, quantas vezes quiserem” (Ap 11.6).
A morte das duas testemunhas. Terminado o seu ministério de quarenta e dois meses, a besta os matará. E expor-lhes-á os corpos na praça da cidade que, espiritualmente, se chama Sodoma e Egito (Ap 11.8). E todos se alegrarão com a sua morte. "E os que habitam na terra se regozijarão sobre eles, e se alegrarão, e mandarão presentes uns aos outros; porquanto estes dois profetas tinham atormentado os que habitam sobre a terra." (Ap 11.10)

A ressurreição das duas testemunhas. Depois de três dias e meio, Deus enviar-lhes-á o espírito de vida, pondo-os de pé à vista de todos. Em seguida, serão levados para o céu em uma nuvem. Logo após o seu arrebatamento, a cidade (Jerusalém) será abalada por um grande terremoto (Ap 11.11-13). E então, "o sétimo anjo tocou a sua trombeta, e houve no céu grandes vozes, que diziam: Os reinos do mundo vieram a ser do nosso Senhor e do seu Cristo, e ele reinará para todo o sempre. E os vinte e quatro anciãos, que estão assentados em seus tronos diante de Deus, prostraram-se sobre seus rostos e adoraram a Deus, dizendo: Graças te damos, Senhor Deus Todo-Poderoso, que és, e que eras, e que hás de vir, que tomaste o teu grande poder, e reinaste." (Ap 11 15-17).

O Evangelho Eterno.(Ap 14.6) Não obstante a Igreja já ter sido arrebatada, Deus, em seu inexplicável amor, continuará a estender a sua graça a um mundo perverso e impenitente. Através de seu anjo, insta a todos ao arrependimento: “Temei a Deus e dai-lhe glória, porque vinda é a hora do seu juízo. E adorai aquele que fez o céu, e a terra, e o mar, e as fontes das águas” (Ap 14.7). Mesmo na pior apostasia da humanidade, Deus insistirá com os filhos de Adão, buscando levá-los ao arrependimento.

A igreja de hoje. Porfiemos em tomar parte no arrebatamento da Igreja e a nos encontrarmos com o Senhor nos ares. Se hoje já enfrentamos dificuldades para professar a santíssima fé, quanto mais naqueles dias. Este é o momento da oportunidade. Por que desperdiçar um momento como este?
Maranata! Ora vem, Senhor Jesus.

"Porque o mesmo Senhor descerá do céu com alarido, e com voz de arcanjo, e com a trombeta de Deus; e os que morreram em Cristo ressuscitarão primeiro. Depois nós, os que ficarmos vivos, seremos arrebatados juntamente com eles nas nuvens, a encontrar o Senhor nos ares, e assim estaremos sempre com o Senhor." 1 Tessalonicenses 4.16-17

Fonte:
As Sete Cartas do Apocalipse - A mensagem final de Cristo á Igreja - Claudionor de Andrade-2ºtrim.2012,CPAD
[1]Lahaye, T.; Hindson, E. (Eds.). Enciclopédia Popular de Profecia Bíblica. 1.ed.,RJ-CPAD,2008,p.157
[2]"A Bíblia Responde" RJ:CPAD,1983,p.37
Bíblia Defesa da Fé

Aqui eu Aprendi!

3 comentários:

  1. A paz do Senhor meu amigo e irmão em Cristo pastor Ismael.

    Toda vez que estudamos Apocalipse muito conhecimento é acrescentado em nossas vidas. O amor de Deus é tremendo. Mesmo com as falhas e limitações da humanidade, Deus é longânimo em estender seu amor para resgatar a muitos. Pois o desejo do Senhor é que todos sejam salvos “e cheguem ao pleno conhecimento da verdade.” 1 Timóteo 2:4

    Forte abraço!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A Paz do Senhor.
      Sempre muito bom ter sua participação por aqui minha grande amiga e irmã em Cristo. Obrigado!

      Que Deus nos capacite a cada dia em conhecer Suas verdades. Aleluia!

      abraço fraterno
      Pastor Ismael

      Excluir
  2. A conclusão que se chegou é a de que não é possível afirmar quem são as duas testemunhas, isso desperta a nossa curiosidade, mas o importante é buscarmos a santificação, sem a qual ninguém verá o Senhor.

    ResponderExcluir

O comentário será postado assim que o autor der a aprovação.

Respeitando a liberdade de expressão e a valorização de quem expressa o seu pensamento, todas as participações no espaço reservado aos comentários deverão conter a identificação do autor do comentário.

Não serão liberados comentários, mesmo identificados, que contenham palavrões, calunias, digitações ofensivas e pejorativas, com falsidade ideológica e os que agridam a privacidade familiar.

Comentários anônimos:
Embora haja a aceitação de digitação do comentário anônimo, isso não significa que será publicado.
O administrador do blog prioriza os comentários identificados.
Os comentários anônimos passarão por criteriosa analise e, poderão ou não serem publicados.

Comentários suspeitos e/ou "spam" serão excluídos automaticamente.

Obrigado!
" Aqui eu Aprendi! "

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...