Membros / Amigos

Conheça mais de nossas Postagens

Research - Digite uma palavra ou assunto e Pesquise aqui no Blog

quinta-feira, 12 de junho de 2014

Dia dos Namorados

O dia dos namorados, ou dia de São Valentim, como é chamado em alguns países, é uma das principais datas comemorativas do planeta. 

A troca de presentes e mensagens entre os casais aquece o comércio e gera cifras colossais em diversos países. No entanto, a celebração nem sempre foi ligada ao comércio. A festividade tem raízes históricas que remontam aos rituais pagãos da Roma antiga.

"Aqui eu Aprendi!" Vamos conhecer algumas das origens que rodeiam esta data comemorativa.

Dia de São Valentim cai num dia festivo de dois mártires cristãos diferentes, de nome Valentim. Mas os costumes relacionados com este dia... provavelmente vêm de uma antiga festa romana chamada Lupercália, que se realizava todo dia 15 de fevereiro. A festa homenageava Juno, a deusa romana das mulheres e do casamento (representada por Hera, Argéia ou Olímpia na mitologia grega), e Lupercus, também chamado Fauno Luperco (ou Lupércio em Roma), o deus da natureza (representado por Pã na mitologia grega - olatinos chamavam-no também de Fauno e Silvano).

De acordo com a tradição, o dia 14 de fevereiro, data em que o dia dos namorados é comemorado em países como os Estados Unidos e Europa, relembra o aniversário de morte de São Valentim, mártir cristão que provavelmente viveu durante o século III. A história do Dia de São Valentim (Valentine’s Day) remonta a um obscuro dia de jejum tido em homenagem a São Valentim. A associação com o amor romântico chega depois do final da Idade Média, durante o qual o conceito de amor romântico foi formulado. 

Nesse período, o imperador romano Claudio II proibira os casamentos, por acreditar que os homens solteiros e sem responsabilidades familiares eram melhores soldados. Valentim se opôs a essa decisão, concedendo as bênçãos matrimoniais a jovens noivos de forma clandestina.

A rebeldia do santo o levou à prisão e ele acabou decapitado no ano de 270. Durante o período em que esteve trancafiado, Valentim teria se apaixonado por uma jovem, filha do carcereiro, com quem manteve um romance secreto. Antes de sua morte, o religioso lhe escreveu uma mensagem em que assinou “do seu Valentim”, criando aquilo que se tornaria o primeiro cartão de dia dos namorados.

Dois séculos depois, no ano de 496, o papa Gelásio I proibiu e condenou oficialmente a festa pagã (Lupercália) e escolheu (decreto) Valentim como símbolo dos enamorados. No entanto, toda a saga do mártir é incerta. Há pelo menos três religiosos com o nome de Valentim, dois deles sepultados em Roma e um terceiro que teria sido morto na África. A própria Igreja Católica, em 1969, deixou de celebrar o aniversário do santo por considerar suas origens – e mesmo sua existência – incertas.

No decreto papal se explicava que São Valentim era um daqueles "cujos nomes são venerados pelos homens, mas cujos atos só Deus conhece", admitindo assim a absoluta carência de dados verossímeis sobre o assunto.


No Brasil
No Brasil, a história do dia dos namorados começou em 1949. 

Na época, o empresário João Dória trouxe do exterior a ideia de celebrar uma data em homenagem aos jovens casais. No entanto, a festa passou por algumas adaptações para se encaixar melhor nas tradições do país. Em primeiro lugar, a referência a São Valentim, santo nada popular na cultura brasileira, foi abandonada. Em seguida, trocou-se o dia 14 de fevereiro pelo 12 de junho. A nova data, véspera do dia do santo português com tradição de "santo casamenteiro”, Santo Antônio, foi escolhida para que a festividade pudesse animar o fraco comércio no sexto mês do ano. E não é que deu certo!

Mas o importante neste dia (e não só neste) é manifestar à pessoa amada o amor, o carinho, a compreensão, o afeto, a preocupação, a cumplicidade e dizer bem alto: Eu te amo!

Compartilhar este sentimento que está tão em falta ultimamente é essencial para a humanidade. Mas acrescento que, possamos ter Jesus em nossa convivência, em nosso dia a dia, pois ELE (Jesus) é a verdadeira expressão do amor.

Nesta data, que os casais possam, sim, trocar presentes e agradar a pessoa amada. Se por algum motivo não teve condições de comprar um "mimo", expresse seu amor com palavras, diga que a (o) ama, tenho certeza que ela(e) vai gostar muito.
Caso tenha condições de gastar um pouquinho, mande flores para ela, ou quem sabe uma mensagem romântica para ele, uma serenata, um jantar especial, um passeio ao teatro, uma pequena viagem no final de semana, um cartão, um... presente especial que só você sabe o quanto ela ou ele vai gostar.

Demonstre seu carinho e que Deus abençoe seu namoro, seu noivado, seu casamento!



...especialmente para minha esposa:
Minha esposa, minha companheira, minha amada, missionária Márcia, Eu te amo!
Obrigado Senhor pela maravilhosa esposa que o Senhor me concedeu.
Márcia, Deus te abençoe minha eterna namorada!
Fonte:
Folha de S.Paulo - http://www1.folha.uol.com.br/folha/ilustrada/ult90u68413.shtml
Noticias uol - Hstória Viva/noticiasuol/
Brasil Escola

Aqui eu Aprendi!

5 comentários:

  1. Não conhecia essa história.
    Que Deus abençoe.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado irmã em Cristo Vanderleia pela participação.
      Abraço fraterno.

      Excluir
  2. Eu sei que as datas comemorativas normalmente se originam de cultos pagãos. Eu imaginava que o dia dos namorados era um deles, devido o "santo" católico mencionado no texto, que eu tinha tomado conhecido da história na minha religiosa. A falta de conhecimento da Verdade sempre nos conduz a acreditar em tolices e a valorizá-los... Mas graças a Deus que a luz que é Jesus está sempre a brilhar. Infelizmente muitos ainda se prendem a este entendimento...

    Eu também não conhecia a origem dos dias dos namorados tal como foi narrada acima. Nunca me liguei em saber, mas AQUI realmente EU APRENDI. A esperança que alimento que o amor de Cristo ensine os casais a se amarem não só hoje mais sempre.

    Domingos e eu somos totalmente aversos a datas comemorativas e, sobretudo esta, fazemos questão de nem lembrá-las. Sério! Algumas coisas da cultura evitamos. Entendemos que não existe uma data para dar ênfase e nem lembrar o amor ao cônjuge, ao namorado ou namorado, ou mãe ou pai, por exemplo. Tanto que cultivamos atos mais simples e surpreendentes.

    Ontem, quando voltava do trabalho depois das 19:00 horas (fiquei atendendo a mãe de um aluno meu depois do horário) estava com muita fome e estacionei numa lanchonete, a qual estive com o Domingos algumas vezes. Queira novidade e, para minha surpresa encontrei: sanduíche especial com pão de forma e frango, peito de peru e cenoura. Comprei e fui lanchar (jantar - risos). Sei que é um alimento comum, mas nesta lanchonete o comum é fritura e, eu não aprecio fritura...
    Logicamente fiz este mimo para ele. O presenteei com um. Ficou super feliz. Em casa providenciei um suco de maracujá que ele é fascinado e deu tudo certo. Acho que é por aí. Se todos os dias intensificarmos este cuidado, lembrando de agradar o nosso "eterno namorado(a)" Deus preservará mais e mais nossa união.

    Estou apenas contando a forma que Deus me faz enxergar e, O agradeço, somente.

    Graças a Deus por sua vida meu pastor e de sua esposa. Tenho certeza que ela sente seu amor a cada segundo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. oh glória! excelente exemplo de "amor", são estas atitudes que fazem do casamento mais que uma união entre um homem e uma mulher, faz toda a diferença dentro de uma relação matrimonial. Maravilhosa surpresa hein Domingos! (risos muitos risos)
      Que Deus abençoe vocês meus amigos.
      Abraço fraterno
      Pastor Ismael

      Excluir
    2. O amor é simples ao mesmo tempo que é complexo, mas se confiarmos em Deus, eis a Chave, teremos sabedoria para mantê-lo até o fim.
      Realmente, pastor, ele sempre se sai muito bem (risos), mas, não serei injusta, ele sempre pensa em mim mais concretamente. Este compartilhamento de mimos já faz parte de nossa vida. Temos muito tempo um para o outro, vivemos um para o outro, então, temos mais que aproveitar para a glória de Deus.

      Obrigada por seu carinho e orações.
      Abraço forte na minha irmã, a missionária Márcia. Ela também é realizada assim como eu, tenho certeza disso.
      A Paz do Senhor, querido pastor Ismael!

      Excluir

O comentário será postado assim que o autor der a aprovação.

Respeitando a liberdade de expressão e a valorização de quem expressa o seu pensamento, todas as participações no espaço reservado aos comentários deverão conter a identificação do autor do comentário.

Não serão liberados comentários, mesmo identificados, que contenham palavrões, calunias, digitações ofensivas e pejorativas, com falsidade ideológica e os que agridam a privacidade familiar.

Comentários anônimos:
Embora haja a aceitação de digitação do comentário anônimo, isso não significa que será publicado.
O administrador do blog prioriza os comentários identificados.
Os comentários anônimos passarão por criteriosa analise e, poderão ou não serem publicados.

Comentários suspeitos e/ou "spam" serão excluídos automaticamente.

Obrigado!
" Aqui eu Aprendi! "

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...