Membros / Amigos

Conheça mais de nossas Postagens

Research - Digite uma palavra ou assunto e Pesquise aqui no Blog

quinta-feira, 7 de novembro de 2013

Mar da Galileia

SEA OF GALILEE
Na verdade, um grande lago. Foi nele que Jesus andou sobre as águas e, as suas margens, multiplicou os pães e os peixes, além de ter encontrado quatro de seus apóstolos

Mesmo quem não é cristão conhece a histórica caminhada de Jesus sobre as águas, o tempo em que ele viveu entre pescadores e a famosa multiplicação de pães e peixes para mais de 5 mil pessoas. O cenário dessas importantes passagens bíblicas ainda existe: o Mar da Galileia, também conhecido como Mar de Tiberíades, ou ainda Lago Kineret ou de Genesaré (fronteira entre Israel, Cisjordânia e Jordânia). É abastecido pelo rio Jordão, o mesmo no qual Jesus foi batizado por seu primo João Batista.

O seu afluente principal é o rio Jordão, que vem do monte Hérmon e de Cesareia de Filipe, e que é também o seu efluente, seguindo depois para o mar Morto.

Ao redor dele estão importantes cidades (Tiberíades — fundada por Herodes Antipas ao tempo da infância de Jesus —, CafarnaumBetsaida e Genesaré, entre outras). Hoje Tiberíades é a localidade principal nas margens do lago. A nordeste deste lago ficam os montes Golã antes conhecidas como colinas Sírias.


Estas consideráveis cidades foram também palcos de célebres passagens bíblicas e berços de importantes personagens que conviveram com o próprio Redentor. Na região, pelo menos cinco apóstolos nasceram e viveram, assim como Maria Madalena. Ali também aconteceu o Sermão da Montanha.

Foi nas margens do Mar da Galileia que Jesus recrutou quatro de seus 12 apóstolos entre os pescadores: Simão (rebatizado Pedro), seu irmão André e outros dois irmãos, João e Tiago (Marcos 1:14-20; Mateus 4:18-22). As mesmas águas foram acalmadas pelo próprio Jesus em meio a uma grande tempestade, à qual ele pôs fim. Após este episódio, chegando à margem, o Messias libertou dois possuídos, expulsando os demônios que estavam neles e mandando-os para uma manada de porcos ali próximos, que se jogaram de um barranco nas águas (leia Mateus 8:28-33) – o mesmo barranco está assinalado até hoje, visitado por muitos cristãos.

O grande lago é a maior massa de água doce de Israel, com profundidade máxima de 43 metros. A 208 metros abaixo do nível do mar, é o segundo lago mais baixo do mundo, perdendo apenas para o Mar Morto (também um lago, mas de água salgada).


Se antes a pescaria era a principal atividade econômica, hoje o turismo é a principal geradora de renda local, atraindo visitantes tanto cristãos quanto judeus, além dos árabes dos países próximos.

Falando em pescaria, muitos estudiosos acreditam que os peixes que Jesus usou na multiplicação foram as famosas tilápias, hoje presentes em várias culturas ao redor do mundo pela facilidade de criação em cativeiro. Por isso encontramos, mesmo em supermercados brasileiros, os hoje bastante comuns filés de St. Peter – em inglês, Peter equivale a Pedro, em alusão ao apóstolo “pescador de homens”. O St. Peter – tilápia vermelha – é muito apreciado por ter sabor e cheiro leves e ser muito versátil em diferentes receitas.

Na cidade de Ginosar, originada de um antigo kibutz (fazenda comunitária), está um barco do século 1 como os usados na época de Cristo. Descoberto em 1986 na lama do fundo do lago, bem próximo à margem, hoje está exposto no Museu Beit Yigal Allon.

Mais um exílio
No ano 135, Roma dominava Jerusalém. Os judeus se revoltaram contra o domínio dos Césares na famosa revolta de Bar Cosiba. O resultado não foi agradável para os revoltosos: foram expulsos de Jerusalém, centro religioso e histórico de sua cultura, e transferiram-se para a região do Mar da Galileia.
Ao longo dos séculos, com as constantes invasões árabes e a longa ocupação turco-otomana na região (que perdurou até o final da Primeira Guerra Mundial, no século passado), a Galileia com características dos tempos da Bíblia foi quase toda destruída, e hoje restam apenas ruínas das outrora importantes cidades, atualmente pontos de turismo histórico.

Harpa
Em hebraico o lago é chamado de Kineret, que significa harpa, devido ao seu formato. Os israelenses, conscientes da importância do lago para eles, se orgulham em preservá-lo. Um slogan muito conhecido no país é: “Ein lanu kineret acheret” (“Nós não temos outro Kineret”), enfatizando a importância de a população do país, localizado em meio a desertos, cuidar de sua maior fonte de água doce. Além da água, lá são pescados cerca de mil toneladas de peixe por ano.

Turismo e esportes
A região atrai muitos turistas devido à importância bíblica, mas também por sua grande beleza natural. De alguns ângulos, é possível ver montanhas contracenando com o lago, o que torna a vista ainda mais bonita.
Em suas margens estão instalados dezenas de balneários, onde é possível relaxar e renovar-se física e mentalmente. Alguns hotéis-fazenda na região são muito procurados pelos que buscam tranquilidade longe das grandes metrópoles.

A prática de esportes aquáticos na Galileia é muito comum. Barcos a vela, jet-ski e esqui aquático agitam a calmaria da região, bem como pessoas que procuram o lago para praticar nado. A Competição do Kineret é o maior evento de natação de Israel, sempre em setembro, reunindo os craques dessa modalidade esportiva.

Os Sea Rangers, um movimento juvenil bem ativo em Israel, têm uma de suas unidades no Lago da Galileia. Além de cuidarem da região, os jovens ensinam a moradores e turistas a melhor forma de coexistir com a natureza sem agredi-la.


"mapa" do mar da Galileia, na verdade é um medidor que indica o nível de água

Fonte: Arca Universal; Wikipédia; Mapas Bíblicas; Dicionário Bíblico; Bíblia Defesa da Fé

Aqui eu Aprendi!

7 comentários:

  1. 30 É necessário que ele cresça e que eu diminua.
    31 Aquele que vem de cima é sobre todos; aquele que vem da terra é da terra e fala da terra. Aquele que vem do céu é sobre todos.
    32 E aquilo que ele viu e ouviu isso testifica; e ninguém aceita o seu testemunho.
    33 Aquele que aceitou o seu testemunho, esse confirmou que Deus é verdadeiro.
    34 Porque aquele que Deus enviou fala as palavras de Deus; pois não lhe dá Deus o Espírito por medida. Jo 3:30-34 - Ó Senhor Jesus Amém!!!!

    ResponderExcluir
  2. Bastante explicativo, gostei!!!

    ResponderExcluir
  3. Ótima explanação dessa passagem bíblica. Muito proveitosa.

    ResponderExcluir
  4. Deus te abençoe,aprendi muito,está sendo uma fonte de estudo pra mim,sou professora dá EBD, OBRIGADO

    ResponderExcluir
  5. Deus te abençoe,aprendi muito,está sendo uma fonte de estudo pra mim,sou professora dá EBD, OBRIGADO

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado pela participação lunasproducoes. Volte sempre!

      abraço fraterno.

      Excluir

O comentário será postado assim que o autor der a aprovação.

Respeitando a liberdade de expressão e a valorização de quem expressa o seu pensamento, todas as participações no espaço reservado aos comentários deverão conter a identificação do autor do comentário.

Não serão liberados comentários, mesmo identificados, que contenham palavrões, calunias, digitações ofensivas e pejorativas, com falsidade ideológica e os que agridam a privacidade familiar.

Comentários anônimos:
Embora haja a aceitação de digitação do comentário anônimo, isso não significa que será publicado.
O administrador do blog prioriza os comentários identificados.
Os comentários anônimos passarão por criteriosa analise e, poderão ou não serem publicados.

Comentários suspeitos e/ou "spam" serão excluídos automaticamente.

Obrigado!
" Aqui eu Aprendi! "

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...