Membros / Amigos

Conheça mais de nossas Postagens

Research - Digite uma palavra ou assunto e Pesquise aqui no Blog

quinta-feira, 15 de setembro de 2016

Tudo coopera para o bem daqueles que amam a Deus

"E sabemos que todas as coisas contribuem juntamente para o bem daqueles que amam a Deus, daqueles que são chamados segundo o seu propósito." 
Romanos 8:28

Bem! Hoje vamos meditar em um testemunho que nos levará a refletir.

Um grande e fraterno abraço ao nosso Obreiro Diácono Vagner que, em uma maravilhosa pregação da Palavra de Deus em Marcos 1 29-33, utilizou de um fato verídico, um acontecimento real e marcante em sua vida. Logo, ao ouvir, o Espírito Santo me impulsionou em publicar. Obrigado pela permissão querido irmão em Cristo.

Para Refletir
"Em um momento de nervosismo, preocupação, estresse, comecei a roer a unha. Sim! roer a unha, e isso fui fazendo, insistentemente, por um tempo, chegando ao ponto de ficar aquela "pontinha" entre a unha e a carne, quando então puxando com o dente... Pensei! Poderia pegar o cortador e acabar com esta "pontinha", mas não o fiz. Continuei a roer (comer) e tentar arrancar a "pontinha"...  continuei a roer, roer, comer, comer, ao ponto de alcançar a carne, e... "voilà". Nossa que dor!

O que fiz! Acabei com meu dedo! com minha unha! com minha carne! Que dor!

A mão ficou sensível demais e aquele ato compulsivo gerou uma inflamação com excesso de secreção, vulgarmente conhecido como pus (sujeira).

O negocio foi ficando, ficou, complicando. Chegou ao ponto de não poder tocar no local de tanta sensibilidade e dor. A todo tempo tentava esconder a mão para que não esbarasse em nada, não batesse, não fosse necessário usa-la. Escondendo! 
Escondendo!

A dor foi aumentando! O inchaço também. Não teve jeito, fui ao médico!

Chegando ao consultório o doutor mal pegou em minha mão já alarmei.
Disse eu: Não, não, não aperta! Isso vai doer demais!

O médico, com toda paciência, me acalma e diz que precisa ver, examinar, cuidar. Reclamei; mas tá doendo muito. Então veio a pergunta: Mas você não quer acabar com essa dor? disse o médico. Logo, de pronto, respondi: Claro! Vamos lá!

Então o doutor pegou a agulha, sim a agulha. Aponta para a carne inchada, machucada e dolorida. Com conhecimento aplica a anestesia bem no local, bem em cima! Vai imaginando a dor!

Eu, me fazendo de forte, não querendo mostrar fraqueza, viro o rosto para o lado e lagrimas caem dos olhos. Nossa doeu demais!

O doutor, olha e diz: Não pegou! Vamos ter que aplicar outra vez!

Não, não! pegou sim! respondi.

Mas o médico viu que eu estava com medo e fala: Calma! A anestesia não pegou, vamos aplicar novamente. Nisso foram mais duas picadas de agulha! Ai! Ai! Ai! Ai!

Vejo então que, neste momento, entra em ação, na mão do experiente médico, o bisturi. Com um leve toque, o doutor corta o que incomodava. Aquilo que estava cheio de sujeira.

Agora, vem então a parte que mais me chamou a atenção, o sangue! Sim, o sangue .

O Sangue começou a empurrar a sujeira e logo a sensação de incomodo desapareceu. Um grande alívio surgiu. Deixo o consultório totalmente diferente de quando cheguei.

Ao entrar estava angustiado, com dor e com medo, mas deixo o local tranquilo, alegre, satisfeito e curado. Já estava sentindo minha mão e aquela "coisa ruim" foi embora, ficou para traz."

Vejamos toda esta narrativa com os Olhos da Fé.
Vamos utilizar os olhos espirituais e analisar este fato.

Quantas vezes temos alguns problemas para resolver e ficamos tentando fazer tudo sozinhos. Não pedimos ajuda e nem tão pouco queremos que nos ajude. Parece até que somos super-heróis e temos super poderes.

Chegamos ao terrível ponto de ao invés se consertar a situação, geram-se novos problemas, com efeitos drásticos, com consequências bem mais graves (secreção-sujeira-pus-dor).

Cada ação gera uma reação! O que plantamos colhemos!

A situação fica tão sensível que tentamos nos esconder. Tentamos a todo custo esconder de todos a situação "inflamação", tudo para que ninguém toque no assunto. Para que ninguém fale sobre isso ou aquilo, só para não termos que explicar porque deixamos chegar a um ponto desses onde todo o corpo está sofrendo (dor)

Já cansados. Já desgastados com tanto sofrimento. Aquebrantamos o coração. Contristados recorremos ao Médico e pedimos ajuda, pedimos socorro.

O especialista entra com verificação. Conhece o caso. Sabe tratar e dará a cura, mas de inicio o tratamento doe, parece que não vamos aguentar. Nisso Sua voz tranquila nos diz; "Estou contigo!", "Confia em mim!".

A Sua voz entra como águas tranquilas, águas de refrigério (Sl 23) e nos dá ânimo, faz com que prossigamos, aumenta nossa Fé.

Jesus, o Médico dos médicos nos pergunta: Queres ficar são! (Jo 5.6)

Sim! respondemos.

O Milagre então acontece! (Hb 11 1-6)

O Sangue vem com força, vem limpando, empurrando toda a sujeira para fora. (Atos 17 1-11)

O Sangue vai passando pela carne morta e vem trazendo vida. (1 Pe 3.18)

O Sangue vai tirando a secreção, o pus, a sujeira, tudo o que não presta e irrigando os tecidos com nova vida. A dor já não existe mais pois o Sangue purificou tudo completamente.

Tudo se fez novo! (2 Co 5.17) 

É assim meu irmão, minha irmã, quando nos entregamos para Cristo (Rm 10.9), por mais doente que esteja nossa carne (Mc 1 29-33), o Espírito Santo, com gemidos inexprimíveis (Rm 8.26), leva ao Pai nossa oração.

Ele (Jesus) nos conhece desde o ventre de nossa mãe (Gl 1.15), conhece nossa estrutura (Jr 29.11). Como ovelhas, nos pega no colo e nos limpa de toda impureza (Sl 51.2). Retira do homem toda transgressão (Is 66.18), e onde abundou o pecado superabundou a Graça (Rm 5 20-21), onde não existia vida, a Vida chega com abundancia (Jo 10 7-10), onde não existia esperança nasce a Fé (Hb 11.1; 1 Co 15.19). 

Cristo a luz para nosso caminho (Jo 3 16-21; Sl 119.105).

O SENHOR faz o milagre para Sua glória. (Rm 11.36)

Jesus salva, cura, liberta e transforma!

Que o Senhor Jesus continue a realizar milagres em nossas vidas. Que Ele transforme nosso ser.

abraço fraterno
Pastor Ismael

"O Senhor te abençoe e te guarde; o Senhor faça resplandecer o seu rosto sobre ti, e tenha misericórdia de ti; o Senhor sobre ti levante o seu rosto e te dê a paz." Números 6:24-26
Aqui eu Aprendi!

Um comentário:

O comentário será postado assim que o autor der a aprovação.

Respeitando a liberdade de expressão e a valorização de quem expressa o seu pensamento, todas as participações no espaço reservado aos comentários deverão conter a identificação do autor do comentário.

Não serão liberados comentários, mesmo identificados, que contenham palavrões, calunias, digitações ofensivas e pejorativas, com falsidade ideológica e os que agridam a privacidade familiar.

Comentários anônimos:
Embora haja a aceitação de digitação do comentário anônimo, isso não significa que será publicado.
O administrador do blog prioriza os comentários identificados.
Os comentários anônimos passarão por criteriosa analise e, poderão ou não serem publicados.

Comentários suspeitos e/ou "spam" serão excluídos automaticamente.

Obrigado!
" Aqui eu Aprendi! "

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...