Membros / Amigos

Conheça mais de nossas Postagens

Research - Digite uma palavra ou assunto e Pesquise aqui no Blog

Carregando...

sábado, 31 de maio de 2014

Oração comunicação com Deus

Oração traz curas quando o cérebro se comunica com Deus, aponta médico cristão

Um especialista estudou o cérebro humano para comprovar o poder da oração

Uma pesquisa recente nos EUA, realizada por um especialista médico cristão, apontou que a oração possui um efeito muito mais positivo que imaginamos, ao revelar que a fé que a prece transmite pode oferecer a cura para muitas enfermidades físicas.

Raio-x do cérebro humano.
Diretor de pesquisas do instituto Thomas Jefferson Hospital and Medical College, o Dr. Andrew Newber conduziu o estudo ao efetuar uma ressonância magnética no cérebro humano e constatar que há um poder na oração ou na meditação capaz de treinar o cérebro para funcionar bem, a partir de um elo com Deus.

"Existem várias partes do cérebro que parecem estar envolvidas e é realmente possível perceber que o cérebro está facilmente propício de se moldar a este tipo de processo", disse Newber ao explicar a capacidade do cérebro se comunicar com Deus para uma melhora física.

Ao realizar os exames foi possível perceber uma grande diferença entre quem ora e quem não ora.

O pastor Joel Osteen defende a tese do pesquisador indicando que o benefício que a oração traz é algo "difícil de explicar" e que ele pede muito mais através do coração, mas afirma que a força vem de dentro, trazendo confiança e paz.

Em outro estudo elaborado por Newber em 2012, ele esclarece que na oração há um aumento na atividade dos lobos frontais e na área do cérebro responsável pela ação da conversa, onde acontece uma espécie de projeção de pensamento como se Deus estivesse falando com quem crê.

Durante a experiência, ele injetou nos pacientes um corante radioativo inofensivo, enquanto eles estavam em profunda oração e o corante imediatamente migra para diversas do cérebro, onde o fluxo de sangue foi mais forte.

O mais curioso é que o estudo foi realizado com diversas pessoas, que independente da religião, conseguiram adentrar em um processo neurológico a partir da oração. "Esta experiência é pelo menos neurologicamente real", reforça o pesquisador.

Fonte: Christiam Post 

"Ora, a fé é o firme fundamento das coisas que se esperam, e a prova das coisas que se não vêem." Hebreus 11.1 
Aqui eu Aprendi!

sexta-feira, 30 de maio de 2014

Aborto - procedimento revogado

...continuemos em oração...

...com fé e confiança!

Aborto - procedimento oficializado


Após repercussão, governo revoga portaria que oficializa aborto pelo SUS
por Leandro Mazzini

O governo federal recuou na polêmica e o Ministério da Saúde revogou nesta quinta-feira a Portaria 415, publicada quinta passada, que oficializava o aborto nos procedimentos do SUS nos hospitais do País - conforme adiantou a Coluna no UOL. A revogação saiu na Portaria 437, publicada hoje no D.O. da União (veja abaixo).
A assessoria do Ministério da Saúde confirmou a revogação por telefone, nesta tarde, e prepara uma nota oficial.
A polêmica em torno do assunto e a insegurança jurídica sobre a questão – conforme registrou a Coluna, ouvindo juristas – fizeram o governo recuar. Antes da Portaria 415, o SUS registrava o procedimento de “curetagem” – raspagem da cavidade uterina após aborto, não necessariamente realizado nos hospitais por meios legais  - e na portaria 415 passou a registrar “interrupção da gestação” nos procedimentos do SUS, um eufemismo para o aborto.
Embora tenha prevalecido o procedimento para casos de estupro, risco de vida e anencéfalo, o não detalhamento dos procedimentos gerou um embate polêmico em torno da nova expressão na tabela do SUS, e juristas viram brecha para uma ampla abordagem e risco de prática geral do aborto além dos casos especificados, caso se mantivesse a portaria 415.
O governo ainda não decidiu se mantém a curetagem, como antes, nos procedimentos, ou se aperfeiçoa o texto para evitar impasse jurídico.
Atualizada Quinta, 29, 19h15 – O Ministério da Saúde alegou “falha técnica” para anular a portaria. Mas além do explicado supracitado, onde há falha técnica alegada, também há insegurança jurídica. Semana passada, a assessoria desdenhou do repórter e do blog, ao não responder nossos questionamentos. Só enviou nota no dia seguinte com a repercussão. E um assessor classificou a reportagem de “polêmica idiota”.

Continuemos em oração pelo nosso Brasil!

Fonte: Coluna Esplanada-uol noticias
Aqui eu Aprendi!

O lugar certo

Como você está hoje meu amigo? minha amiga?

Assim começa o texto que recebi, uns dias atrás, ao me dirigir ao terminal de ônibus da cidade onde moro.
Ao ler o folheto, logo me coloquei a pensar, sabe como é blogueiro, tudo poderá virar um assunto a ser meditado (risos).

Bem, o assunto estava relacionado à Igreja de Cristo, oh glória! mas em um "instante de pensamento" imaginei uma situação contraria a minha, pois bem, sou evangélico e atuo como pastor em uma igreja, agora imaginemos; coloque sua mente a desenhar a situação, vamos nos referir a casos com respeito aos quais há diferenças de opinião e crença, talvez alguém desesperado, aflito, sem fé, descrente, angustiado, alguém com problemas difíceis para resolver e receba um folheto convidando para não ir a igreja e sim a "outro lugar certo"...

Tal caso me fez recordar de um artigo do pessoal "na mira da verdade" e acredito que vale a pena expor para nosso crescimento espiritual.
A situação foi parecida, nossos amigos receberam no carro, eu recebi em mãos... um folheto com um convite.....

"Você precisa ir ao lugar certo!"
por Leandro Quadros - na mira da verdade

...Ele começa com a seguinte mensagem: “[...] Se você ler esse folheto, e achar que precisa de ajuda, com certeza você precisa ir ao lugar certo!”
Até aqui tudo bem. Afinal, se quisermos resolver nossos problemas, não podemos sair por aí buscando a “solução” em qualquer lugar, de qualquer maneira. Se formos diretamente “ao lugar certo”, pouparemos tempo, economizaremos energia e preservaremos nossa saúde mental das desilusões.
O problema é que “o lugar certo” apontado pelo o folhetinho eram os “guias de luz”, as “cartas”, os “búzios” e a “consulta mediúnica”. Você percebeu que o ser humano se preocupa mais em “dar a solução à vida” do que com o tipo de solução que lhe é apresentada? O “importante” é que “eu encontre uma saída”, venha ela de onde vier.
As pessoas não se preocupam em descobrir quem é que está lhes propondo a “felicidade”: Deus ou Satanás. Isso é terrível, pois, levará muitos à perdição eterna (Mt 7:13, 14) e ao fracasso nessa vida. Não é de surpreender que Apocalipse 20:8, 9 nos mostre que o número de perdidos é muito maior que a quantidade de salvos (Ap 7:9).
A Bíblia não ensina que existe “um lugar certo” para irmos resolver nossos problemas. Ela ensina sim é que há uma Pessoa Certa: “Venham a mim [Jesus Cristo], todos vocês que estão cansados de carregar as suas pesadas cargas, e eu lhes darei descanso. Sejam meus seguidores [não seguidores da feitiçaria ou do espiritismo] e aprendam comigo porque sou bondoso e tenho um coração humilde; e vocês encontrarão descanso [...] .” (Mt 11:28-30)
Cristo jamais ofereceu ao ser humano a feitiçaria, cartomancia, búzios e consulta mediúnica como “recursos de Deus” para resolver problemas. Afinal, Ele sabia ser a única saída para o ser humano (Jo 15:5) e tinha consciência de que qualquer prática espiritualista é condenada por Deus (Dt 18:10-14), por ter origem com o Diabo, anjo caído que foi expulso do Céu (Ap 12:7-9. Confirma 1Sm 28; 2Co 11:14, 15; Mt 24:24).
"Eu sou a videira; vós sois as varas. Quem permanece em mim e eu nele, esse dá muito fruto; porque sem mim nada podeis fazer."
Jesus sabia que recorrer às práticas sugeridas pelo folheto colocado em meu carro contaminam o ser humano espiritualmente e afastam de Deus: “Não procurem a ajuda dos que invocam os espíritos dos mortos e dos que adivinham o futuro. Isso é pecado e fará com que vocês fiquem impuros. Eu sou o SENHOR, o Deus de vocês.” (Lv 19:31).
Não vos voltareis para os que consultam os mortos nem para os feiticeiros; não os busqueis para não ficardes contaminados por eles. Eu sou o Senhor vosso Deus. (ARA)
Além disso, Ele mesmo (pois é Deus – Cl 2:8,9) havia dado a ordem para executar aqueles que insistissem na prática da feitiçaria e seus “derivados”, depois de receberem a revelação Divina sobre o assunto: “Qualquer homem ou mulher que invocar os espíritos dos mortos ou praticar feitiçarias deverá ser morto a pedradas. Essa pessoa será responsável pela sua própria morte.” (Lv 20:27).
Tendo cuidado para que ninguém vos faça presa sua, por meio de filosofias e vãs sutilezas, segundo a tradição dos homens, segundo os rudimentos do mundo, e não segundo Cristo; porque nele habita corporalmente toda a plenitude da divindade, (ARA)
O Salvador, como profundo conhecedor da Bíblia (Lc 24:27, 44) também conhecia o texto de 2 Reis 21:6, onde o profeta conta que alguns dos pecados praticados pelo rei Manassés – e que mais irritaram a Deus – foram a feitiçaria e a consulta a médiuns: “[...] fazia adivinhações e feitiçarias e consultava adivinhos e médiuns. Pecou muito contra Deus, o SENHOR, e fez com que ele ficasse irado.”
E até fez passar seu filho pelo fogo, e usou de augúrios e de encantamentos, e instituiu adivinhos e feiticeiros; fez muito mal aos olhos do Senhor, provocando-o à ira. (ARA)
Além disso, o Senhor estava a par da revolução espiritual feita pelo justo rei Josias, que envolveu a retirada imediata de feiticeiros e médiuns do meio do povo de Israel: “Aboliu também Josias os médiuns, os feiticeiros, os ídolos do lar, os ídolos e todas as abominações que se viam na terra de Judá e em Jerusalém, para cumprir as palavras da lei, que estavam escritas no livro que o sacerdote Hilquias achara na Casa do SENHOR.” (2Rs 23:24, versão Almeida, Revista e Atualizada).
Além disso, os adivinhos, os feiticeiros, os terafins, os ídolos e todas abominações que se viam na terra de Judá e em Jerusalém, Josias os extirpou, para confirmar as palavras da lei, que estavam escritas no livro que o sacerdote Hilquias achara na casa do Senhor.
O folheto também prometia “ajudar a pessoa” a fazer “amarração para o amor”. Quem o escreveu esqueceu (ou não sabe) que “Deus é amor” (1Jo 4:8, 16) e que Ele e tal sentimento que provém dEle não podem ser “amarrados” por ninguém.
Aquele que não ama não conhece a Deus; porque Deus é amor.
e a esperança não desaponta, porquanto o amor de Deus está derramado em nossos corações pelo Espírito Santo que nos foi dado.
O amor vem do Espírito Santo (Rm 5:5) e não através de práticas de feitiçaria. Amor se conquista e não se impõe. Não se compra. Se as pessoas não compreenderem isso, além de serem enredadas pelo diabo com práticas espiritualistas e ocultistas, serão frustradas no amor e desiludidas com a vida.

Que isso jamais aconteça com você e nem comigo, caro leitor!
VIGIAI e ORAI!
"Buscai ao Senhor enquanto se pode achar, invocai-o enquanto está perto.
Deixe o ímpio o seu caminho, e o homem maligno os seus pensamentos; volte-se ao Senhor, que se compadecerá dele; e para o nosso Deus, porque é generoso em perdoar."
Isaías 55 6-7

[A versão bíblica adotada nesse esse artigo é a Nova Tradução Na Linguagem de Hoje (NTLH), salvo indicação contrária]
Aqui eu Aprendi!

quinta-feira, 29 de maio de 2014

Oração! - Intimidade com Deus

"E se o meu povo, que se chama pelo meu nome, se humilhar, e orar, e buscar a minha face e se converter dos seus maus caminhos, então eu ouvirei dos céus, e perdoarei os seus pecados, e sararei a sua terra." 2 Crônicas 7:14

A oração é a chave da vitória.
Esta frase é uma tradução do que podemos obter com a oração.

Quando falamos em chave logo nos vem a ideia de portas se abrindo mas, não esqueçamos que chave também fecha e isso se traduz, para o cristão, em Livramento da parte de Deus.

Aquilo que Deus tem de melhor para nós, certamente se abrirá com a chave da oração, e consequentemente aquilo que não serve para nós, por intermédio da oração, o próprio Senhor nos livrará colocando-nos em segurança em seu jardim fechado.

Através da oração, podemos encontrar nas Escrituras, grandes vitórias na vida de homens e mulheres, como também, através da oração temos grandes relatos de livramentos realizados pelas poderosas mãos de Deus.

Oração = Intimidade
Quando queremos ser mais amigos de alguém, geralmente nos aproximamos, puxamos papo, começamos a conversar, criamos intimidade, da mesma forma é com Deus, quando nos aproximamos dEle, conversamos com Ele, criamos intimidade com Ele, passamos a falar com Deus e, logo, recebemos Sua resposta.

Oração traz intimidade com Deus, é saber que Ele te escuta, que Ele sabe muito bem o que é melhor para você. Que Seus ouvidos estão atentos ao nosso clamor. 
É estar em comunhão com Deus, com o coração voltado ao Senhor. Com entendimento (sabendo quem Ele é), deixando tudo que nos separa de Sua grandiosa presença, se achegar a Deus certo de que Ele se achegara a nós.

Oração traz  livramento das adversidades que nos assolam, estar atento às respostas de Deus, à Sua voz. Estarmos com os ouvidos ungidos e passos orientados pela lampada do Senhor, escapando das astutas ciladas do inimigo de nossas almas que, sutilmente, tenta nos enganar com situações que, se não estivermos "ligados no céu", poderão nos levar ao pecado.

Conforme já publicado neste blog, temos a oração exemplo que Jesus nos deixou nos relatos de Mateus 6 5-13, mas o fato que nos alerta é para que não sejamos hipócritas e fiquemos com palavras repetidas nos ouvidos do Senhor, que possamos nos achegar a Deus com palavras sinceras de nosso coração, profundas da alma, intimas, como um filho fala com o Pai assim façamos nos! Com coração quebrantado se aproxime de Deus!

"Perto está o Senhor dos que têm o coração quebrantado, e salva os contritos de espírito." Salmo 34.18

A oração não é algo formal, para atrair a atenção dos homens, como faziam os fariseus (Mateus 6. 5). Eles estavam acostumados a orar formalmente 18 vezes ao dia, segundo as leis herdadas dos antepassados, e observavam com rigor pontual os horários destinados à oração, onde quer que estivessem. Por isso, com freqüência eram obrigados a orar em público, e os judeus, admirados, sempre os surpreendiam em sua prática nas esquinas das ruas. A oração passou a ter, então, caráter de mero ritualismo, sem consistência espiritual, onde o que contava era a exterioridade sofisticada de palavras vazias para receber o louvor humano.

A oração também não é como a reza, uma repetição interminável de enunciados que não traduzem os sentimentos do coração (Mateus 6. 7). Este era o costume dos gentios, adeptos das religiões politeístas, que horas a fio repetiam mecanicamente as mesmas palavras diante de seus deuses, o que mereceu a veemente reprovação do Senhor Jesus, pois o mesmo estava ocorrendo com os praticantes da religião judaica.

Afinal o que é a oração? A melhor definição encontra-se, é obvio, na Bíblia. Nenhum conceito teológico expressa com a mesma clareza e simplicidade o que ela significa. A oração é segundo as Escrituras, uma via de mão dupla através da qual o crente, com seu clamor, chega à presença de Deus, e este vem ao seu encontro, com as respostas.

"Invoca-me, e te responderei; anunciar-te-ei coisas grandes e ocultas, que não sabes." Jeremias 33.3

A oração é fruto espontâneo da consciência de um relacionamento pessoal com o Todo-Poderoso, onde não há espaço para o monólogo, pois quem ora não apenas fala, mas também precisa estar disposto a ouvir. É um diálogo onde o crente aprofunda sua comunhão com Deus e ambos conversam numa linguagem que tem como intérprete o Espírito Santo.

"Também o Espírito, semelhantemente, nos assiste em nossa fraqueza; porque não sabemos orar como convém, mas o mesmo Espírito intercede por nós sobremaneira, com gemidos inexprimíveis. E aquele que sonda os corações sabe qual é a mente do Espírito, porque segundo a vontade de Deus é que ele intercede pelos santos." Romanos 8 26-27

Orar não pode ser visto como ato de penitência para meramente subjugar a carne. Em nenhum momento a Bíblia traz esta ênfase. Oração não é castigo (assim como a leitura das Escrituras), ideia que alguns pais equivocadamente passam para os filhos, quando os ordena a orar como disciplina por alguma desobediência. Eles acabam criando uma verdadeira repulsa à vida de oração, desconhecendo o verdadeiro valor que ela representa para as suas vidas, por terem aprendido pela prática a reconhecê-la apenas como meio de castigo pessoal. Ao contrário, se aprenderem que orar é ato que eleva o espírito e brota de maneira espontânea do coração consciente de sua indispensabilidade, como ensina a Bíblia, saberão cultivar a oração como exercício de profunda amizade com Deus que resulta em crescimento espiritual (Cl 1:9 " Por esta razão, também nós, desde o dia em que o ouvimos, não cessamos de orar por vós e de pedir que transbordeis de pleno conhecimento da sua vontade, em toda a sabedoria e entendimento espiritual;"). De igual modo, o mesmo acontecerá conosco.

Tomemos por maior exemplo de oração o Filho de Deus, Jesus Cristo. Que possamos ter este mesmo sentimento (Fp 2:5-8 "Tende em vós o mesmo sentimento que houve também em Cristo Jesus, pois ele, subsistindo em forma de Deus, não julgou como usurpação o ser igual a Deus; antes, a si mesmo se esvaziou, assumindo a forma de servo, tornando-se em semelhança de homens; e, reconhecido em figura humana, a si mesmo se humilhou, tornando-se obediente até à morte e morte de cruz."

Nos acheguemos a Deus e Ele se achegará a nos, vamos orar. Jesus orava pela manhã (Mc 1:35 "Tendo-se levantado alta madrugada, saiu, foi para um lugar deserto e ali orava."), à tarde (Mt 14:23 "E, despedidas as multidões, subiu ao monte, a fim de orar sozinho. Em caindo a tarde, lá estava ele, só.") e passava noites inteiras em comunhão com Deus (Lc 6:12 "Naqueles dias, retirou-se para o monte, a fim de orar, e passou a noite orando a Deus."). Se Ele viveu esse tipo de experiência 24 horas por dia, de igual modo Deus espera a mesma atitude de cada crente. Não apenas uns poucos minutos, com palavras rebuscadas de falsa espiritualidade, para receber as honras dos homens, mas em todo o tempo, como oferta de um coração que se dispõe a permanecer humildemente no altar de oração.

Vamos orar?

Possamos tomar esta postura! Esta atitude!
Crie este hábito, orar sem cessar!

Fonte: Estudo Bíblico
www.estudobiblico.com.br/oracao 
Aqui eu Aprendi!

quarta-feira, 28 de maio de 2014

Evangelização global - ...temos que ser UM...

UM DIA DE SALVAÇÃO

Imagine o dia em que o mundo inteiro ouvir falar do amor de Jesus. Isso é o Dia de Evangelização Global (G.O.D.). 


No dia 14 de Junho de 2014, Cristãos do mundo inteiro estarão levando o Amor de Jesus aos 4 cantos do planeta. Seja nas ruas, hospitais, prisões, casas, escolas, campos... Ninguém ficará sem ouvir do amor de Jesus.


João 17:21 fala sobre o mundo crer que Jesus foi enviado, e que isso acontecerá quando nos tornarmos UM. E Você faz parte disso! Junto à sua igreja, seus amigos e cristãos no mundo inteiro.



Não há regras. Fale de Jesus nas ruas, organize um evento no centro da cidade, leve alguém pra tomar sorvete, ou prepare um jantar para amigos enquanto você fala de Jesus e Seu amor. Você pode enviar e-mails ou compartilhar vídeos evangelísticos no Facebook. Junte-se a sua igreja e amigos e saia em grupos. Você pode ajudar famílias necessitadas, orar pelos doentes, oferecer uma carona, evangelizar com música, faça o que Deus te criou para fazer. Organize eventos, festivais nas ruas, flashmobs ou sessões de cinema. Vá aos aeroportos, centros de reabilitação, organize um concerto de música, ore nos hospitais, compartilhe Jesus na internet, na TV, nas rádios, flyers, outdoors, SMS, transportes públicos, universidades, prisões... Resumindo, dia 14 de Junho o Brasil e o mundo vão ouvir falar do amor de Jesus.



"para que todos sejam um; assim como tu, ó Pai, és em mim, e eu em ti, que também eles sejam um em nós; para que o mundo creia que tu me enviaste." João 17.21


“Dia Global de Evangelização” [Global Outreach Day - G.O.D- na sigla em inglês]. No Brasil o evento tem um site oficial com informações e dicas de como falar de Jesus.


Além de livretos e folhetos evangelísticos o site do Dia Global de evangelização também tem vídeos para ensinar algumas formas de evangelizar.

No canal do Youtube criado por jovens evangélicos de Curitiba (PR), liderados por Guilherme Sibert, coordenador do G.O.D Brasil, encontramos um vídeo com o título de “Como Não Evangelizar”.

Nesse vídeo é mostrado diversas formas e abordagens de evangelização que não são eficazes e que passam uma imagem errada de quem são os evangélicos e principalmente de quem é Jesus. A cada forma errada de evangelizar, eles apresentam a maneira certa ensinando quem se interessar em se juntar aos cristãos do mundo todo para espalhar a mensagem para milhares de almas que clamam pela Salvação.

Quem tiver interesse em participar do Dia Global de Evangelização pode acompanhar outros vídeos do canal e até mesmo pedir materiais para download ou impressos para distribuir nas ruas, parques, hospitais, presídios, escolas, casas…


Para participar e saber mais sobre esta mobilização acesse o site www.godbrasil.com.br



>>> para ouvir dê pausa no som Rádio Gospel no topo da página <<<

Fonte:
blog do amigo Josiel Dias - Mensagem Edificante para Alma
Site http://www.godbrasil.com.br 
Aqui eu Aprendi!

terça-feira, 27 de maio de 2014

"Aos amigos tudo! Aos inimigos, a Lei"

Hoje, ao ler o artigo do meu grande amigo em Cristo Jesus irmão Ezequiel, me deparei com mais uma noticia alarmante.


No nosso Brasil, a lei é sempre para os outros!

O que está acontecendo com os "do poder"? Estão cegos por completo!
Mais um absurdo e o Brasil preocupado com Copa do Mundo. Será que estamos mesmo em um País Democrático? ou será que estamos saindo do sistema da democracia e entrando no sistema da hipocrisia!

Bem, as evidencias estão ai para todos se certificarem.
Fico com a singela e declarante frase, talvez de autoria (Getúlio Vargas) controversa para alguns, mas que demonstra o profundo dos resultados visíveis à população... "Aos amigos tudo! Aos inimigos, a lei."

O ATESTADO DE FRACASSO DO CONSELHO DE PSICOLOGIA
por Ezequiel Domingues do Santos

É necessário a boa compreensão de que a palavra perseguição não diz respeito somente aos ataques físicos como por exemplo no Oriente Médio onde cristãos são decapitados aos montes ou no Irã onde são enforcados, mas pode ser também de cunho cultural, jurídico e político. Basta incomodar todo um sistema estabelecido, basta ganhar notoriedade que então se inicia o processo "cava buraco" para encontrar aparente falhas ou crimes para denunciar, e por "meios legais" promover a mordaça.

É dessa maneira que em países democráticos são feito as perseguições; enquanto que em países ditatoriais e islâmicos as perseguições aos cristãos são físicas, nos países com aparência de  democracia a coisa é mais "pelas beiradas"... por isso mesmo que não geram convulsões pública - porque vem com o manto de "justiça contra o preconceito", "igualdade" ou cumprimento dos "Direitos Humanos".

O Conselho Regional de Psicologia cassou o registro de psicóloga de Marisa Lobo que, para essa autarquia, estaria violando o código de Ética dos psicólogos promovendo a tal da "cura gay" a seus pacientes. Isso significaria (segundo eles) uma atitude homofóbica por "patologizar" esse comportamento tão discutido e tão incrustado nos assuntos políticos e sociais do Brasil. Além disso, há outros casos antigos como atrito dela devido sua manifestação de fé em redes sociais que seria uma "desprofissionalização" da parte de Marisa por usar de sua influência em nome de um seguimento religioso (que por tabela feriria o laiscismo).


Esse órgão tem em seus códigos de ética contradições. Um grande exemplo da questão é na homossexualidade: Se um hétero deseja se tornar gay, o profissional tem todo o dever de apoiar; no entanto se um gay deseja voltar a ser hétero, o profissional é terminantemente proibido de ajudar o indivíduo. Esse corpo de ideias que não favorece a verdadeira igualdade e a liberdade do profissional é comum no Conselho de Psicologia porque, assim como em outros órgãos públicos, ele também totalmente inviesado pelo politicamente correto, infiltrado pelos militantes de grupos sociais/políticos e promovem a transformação social que desejam.

O termo "cura gay" virou um mantra para perseguir e assassinar a reputação de Marisa Lobo que já explicou várias vezes que não trata esse comportamento como doença e nem "curou gays"; no entanto, insistem nessa questão mesmo com apresentação de provas e testemunhas que defasam essas acusações. Isso lembra o caso de Silas Malafaia que vem sempre repetindo que não tem nada contra os gays (e sim com a militância, o que é diferente) mas ninguém quer entender... está inculcado na mente dos anticristãos não agir pela razão, mas sim, segundo a ideologia de seu grupo e pelos impulsos de intolerância.

Vejam esse artigo sobre a questão cura gay e a engenharia de pensamento que fazem nos mais desinformados: A CURA GAY E O CABRESTO MIDIÁTICO 

O lobby gay e a intolerância aos valores cristãos estão disseminados em todos grupos sociais, autarquias, frentes políticas que sobrevivem com verbas pública - dinheiro dos impostos da grande maioria cristã no Brasil!  São novelas, propagandas, formadores de opinião (alienadores de opinião), toda uma indústria que visa criminalizar opiniões e restringir liberdades individuais e profissionais patrocinados pelo governo; haja vista, o próprio Conselho ter se tornado um núcleo de ação com aspectos totalitários, veja uma explicação sucinta CLICANDO AQUI 

Faço minha, as palavras de Bruno Braga:

"O Conselho Regional de Psicologia do Paraná cassou o registro  profissional de Marisa Lobo. Sob o pretexto de violação do Código de Ética, ela foi punida - por imposição de uma ditadura do Politicamente Correto e reivindicação de uma militância ostensiva do Movimento Gayzista - por sua fé cristã. Deixa desamparados com esta decisão os homossexuais que por livre e espontânea vontade procuram amparo psicológico.

Mas, que medida será tomada então contra Alberto Jorge Silva? Psicólogo - Presidente do Sindicato dos Psicólogos do Estado do Amazonas (SINDPSI-AM) - Homossexual e Ativista Gay - e sacerdote Afro-Brasileiro" (foto abaixo) 


Quer dizer... um psicólogo pode se declarar ateísta, maconhista, gayzista, macumbeiro, socialista, funkista... mas se se declarar cristã é ofender o código de ética? Onde está a tal da igualdade tão desejada?

Hoje foi Marisa Lobo a mordaçada, amanhã pode ser outro profissional, pastor, padre de influência que opine contra a hegemonia de gênero que assola as liberdades no Brasil. Não se engane! Perseguições culturais precedem perseguições físicas.

É desse jeito que age toda a panelinha cultural oriunda das filosofias pós-modernas: Prometem liberdade mas negam a individualidade de cada um, desejam igualdade a base da repressão, desejam direitos mas negam os deveres, querem democracia mas não aceitam oposição de ideias, não se satisfazem com a quebra de tabus mas impõe aos outros.

"Não vão cassar minha fé" - Disse Marisa Lobo. A Luta é mais abrangente, mais profunda, mais complexa - é uma luta contra todos os cristãos autênticos que desejam exercer sua fé livremente e preservar seus códigos morais!

Marisa Lobo é psicóloga combate veementemente em prol da família tradicional, contra o aborto, contra a liberação das drogas; é cristã, não tem nenhum apoio do governo nem de instituição pública alguma enquanto muitos ativistas que defendem traficantes, defende regimes genocidas, defende pedófilos recebem rios de dinheiro e benefícios do PT, Direitos Humanos e aliados.




> para ouvir o áudio vá até o topo da página e dê pausa no som Rádio Gospel <

Uma grande aspecto de grupos que marginalizam outros, ou calam os opositores e promovem "micro ditaduras" é que não suportam ouvir verdades. O desespero de ouvir verdades trazem a tona suas fraquezas e fazem de tudo para afastar oposição, debates de temas e etc.. Por isso que perseguir e punir pessoas por questão de opinião é o maior atestado de fracasso que uma instituição pode ter além de demonstrar o buraco que o país está entrando.

Conheçam o seu trabalho: MARISA LOBO FACEBOOK 

Fonte: blog do Ezequiel - http://ezequiel-domingues.blogspot.com.br/ 
http://ezequiel-domingues.blogspot.com.br/2014/05/o-atestado-de-fracasso-do-conselho-de.html  

Aqui eu Aprendi!

segunda-feira, 26 de maio de 2014

Aborto - procedimento oficializado

Google Images

...essa é de doer... 

Portaria do Ministério da Saúde oficializa realização de abortos no Brasil, governo pagará R$ 443 pela realização do procedimento

Na última quinta feira (22) o Ministério da Saúde (MS) oficializou, através da publicação da Portaria 415, o aborto em hospitais do país. A lei, sancionada pela presidente Dilma Rousseff, tem por objetivo autorizar o aborto para casos de estupro e de fetos anencéfalos. O Sistema Único de Saúde (SUS) pagará R$ 443 pelo procedimento, que a portaria define como “interrupção terapêutica do parto”.

De acordo com o colunista Leonardo Mazzini, do UOL, apesar de a legislação ter um objetivo específico, ela abre brechas para que qualquer mulher realize o procedimento. Isso se dá porque a mulher que quiser realizar o procedimento não é obrigada a apresentar Boletim de Ocorrência policial ao médico que a atender. Além disso, ele afirma que “uma única vírgula no texto da portaria abre interpretações jurídicas que podem causar a liberação do aborto sob qualquer motivação”.

O texto da Portaria diz que o aborto previsto por ela “consiste em procedimento direcionado a mulheres em que a interrupção da gestação é prevista em lei, por ser decorrente de estupro, por acarretar risco de vida para a mulher ou por ser gestação de anencéfalo”.
O alerta de Mazzini é que, como a lei não é clara sobre se o procedimento deve ser imediato logo após o estupro, “a mulher interessada em abortar pode alegar que foi estuprada, mesmo que tenha semanas de gestação e tenha decidido não ter o bebê”.
Em nota, o Ministério da Saúde comentou a legislação, afirmando que a Portaria “não muda as regras de assistência, no Sistema Único de Saúde, às mulheres em casos de abortos previstos em lei, ou seja, quando não há outro meio de salvar a vida da mãe, quando a gravidez resulta de estupro e nos casos de anencefalia”.

- A portaria estabelece o valor de R$ 443,40 para a realização do aborto legal. Este valor inclui o pagamento de equipe multiprofissional, formada por médico, psicólogo, enfermeiro, técnico em enfermagem, assistente social e farmacêutico – explica o MS.

Segundo informações do UOL, o projeto surgiu anos atrás, apresentado pela então deputada federal Iara Bernardi (PT-SP), e no ano passado tornou-se o PLC 3/13, que foi aprovado e sancionado.


 

Fonte: 


Isso é a realidade e a mais "nova" para a população!
...e a Saúde no país vai bem!
...doentes e doentes aguardando um leito nos hospitais...

Não comentarei mais nada, mas fiquem a vontade em expor seus comentários.

Aqui eu Aprendi!

Aborto - saiba mais...


O aborto é visto como prática ilegal no Brasil, na maioria dos casosABORTO
Por Mariana Araguaia


A expressão “aborto” se caracteriza pela morte do embrião ou feto, que pode ser espontânea ou provocada. Anomalias cromossômicas, infecções, choques mecânicos, fatores emocionais, intoxicação química acidental, dentre outros, podem ser considerados como sendo exemplos desse primeiro caso, que ocorre em aproximadamente 25% das gravidezes. Ele é caracterizado pelo término da gestação de menos de 20 semanas, sendo o sangramento vaginal um forte indício de sua ocorrência. Mais de 50% dessas situações diz respeito a alterações genéticas no embrião.

Abortos provocados consistem na interrupção intencional da gestação. Quanto a isso, acredita-se que ocorram aproximadamente 50 milhões desse tipo de caso em todo o mundo, sendo a Romênia a campeã em número de abortos por habitantes.

Nas clínicas, os métodos mais empregados são a sucção, dilatação, curetagem e injeção salina, sendo esta considerada uma prática segura, desde que seja feita nas primeiras semanas de gestação, e praticada por equipe qualificada. Como pesquisas recentes sugerem que fetos são capazes de sentir dor, embora bem menos intensa, a partir da décima sétima semana de vida, estuda-se a possibilidade de aplicação de anestesias em fetos dessa idade em diante.

Em nosso país, exceto em casos de estupro, ou quando a mãe corre risco de vida (aborto sentimental, moral ou piedoso; e aborto terapêutico, respectivamente), este ato é proibido por lei. Existe, entretanto, uma situação em que o aborto pode ser concedido legalmente, sendo relativo à gestação de feto com graves e irreversíveis anomalias físicas ou mentais, como anencefalia; desde que haja o consentimento do pai, e atestado de pelo menos dois médicos.

Apesar da reconhecida ilegalidade de outras práticas além das citadas, é sabido que muitas mulheres recorrem ao aborto utilizando-se de métodos caseiros; ou mesmo por atendimento em clínicas clandestinas. Deste ato, um número considerável destas sofre complicações, como hemorragias, infecções, perfurações abdominais, podendo desencadear em infertilidade, ou mesmo óbito (é uma das maiores causas de mortalidade materna); sendo por isso reconhecido como um problema sério de saúde pública.

Discussões sobre essa temática são, geralmente, polêmicas, já que é um assunto complexo e delicado. Argumentos como a interrupção da vida de um ser inocente frente à irresponsabilidade de sua genitora de um lado, versus a integridade do filho e da própria mãe diante de uma maternidade não desejada, são sempre pontuados.

Opiniões pessoais à parte, é fato que a educação sexual e a promoção de atendimento médico mais acessível, incluindo aí o acompanhamento familiar e psicológico, podem ser capazes de contornar consideravelmente essa questão.

Fonte: texto de Mariana Araguaia - graduada em Biologia - Brasil Escola - http://www.brasilescola.com/biologia/aborto.htm 
Aqui eu Aprendi!
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...